NORMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS DO XX CONGRESSO XXVI ENCONTRO DA ABRAVAS

DATAS E INFORMAÇÕES IMPORTANTES

DATA FINAL PARA RECEBIMENTO DOS TRABALHOS: 23H 59MIN (HORÁRIO DE BRASÍLIA) DO DIA 17 DE JULHO DE 2017.
PRAZO PARA REENVIO DOS TRABALHOS COM CORREÇÕES: EM ATÉ 5 (CINCO) DIAS APÓS A COMUNICAÇÃO POR E-MAIL DAS CORREÇÕES NECESSÁRIAS, PARA NOVA RODADA DE AVALIAÇÃO DOS RESUMOS CIENTÍFICOS E RELATOS DE CASO.

DATA FINAL PARA AVISO DE APROVAÇÃO OU REJEIÇÃO DOS TRABALHOS: 31 DE AGOSTO DE 2017.


TODO O PROCESSO DE SUBMISSÃO E REVISÃO SERÁ REALIZADO PELO SISTEMA ONLINE.

TODOS OS TRABALHOS CONCORREM AOS PRÊMIOS, DE ACORDO COM A MODALIDADE ESCOLHIDA, EXCETO OS RELATOS DE CASO.

CONDIÇÕES DE AVALIAÇÃO/ACEITAÇÃO

Deverão ser submetidos trabalhos sobre temas de interesse da medicina veterinária de animais selvagens.

O Resumo Científico será na modalidade resumo simples para apresentação oral ou pôster e o Relato de Caso será resumo expandido para apresentação oral.

A língua oficial do congresso é o português, e o texto deverá ser redigido em Português. O título e as palavras-chaves em Português e em Inglês são obrigatórios.

Os autores são responsáveis pelo conteúdo, estilo e formatação dos trabalhos submetidos. As informações existentes no texto são de inteira responsabilidade do autor que realizar a submissão. O texto deverá estar revisado e referendado de acordo com as Normas para Submissão de Trabalhos do XX Congresso XXVI Encontro da ABRAVAS.

RESUMOS CIENTÍFICOS E RELATOS DE CASO EM DESACORDO COM AS NORMAS NÃO SERÃO ENCAMINHADOS PARA AVALIAÇÃO E SERÃO AUTOMATICAMENTE REJEITADOS. OS AUTORES DEVEM ESTAR ATENTOS E LEREM TODAS AS REGRAS. ANTES DA SUBMISSÃO NO SISTEMA, OS AUTORES IRÃO ACEITAR AS NORMAS DE SUBMISSÃO, PARA ESTAREM CIENTES QUE LERAM E CONCORDAM COM AS MESMAS.

Pelo menos um dos autores deve estar previamente inscrito no congresso. Cada autor inscrito poderá encaminhar no máximo dois trabalhos, independente da categoria escolhida, resumo científico (oral ou pôster) ou relato de caso. Cada autor poderá constar como autor/co-autor em mais de dois trabalhos, mas poderá submeter no máximo dois. O autor responsável pela submissão deve obter a concordância prévia de todos os autores do trabalho.

SOMENTE O AUTOR RESPONSÁVEL PELA SUBMISSÃO DEVERÁ ENVIAR QUESTIONAMENTOS OU DÚVIDAS SOBRE O RESUMO CIENTÍFICO OU RELATO DE CASO SUBMETIDO. NÃO SERÃO RESPONDIDOS E-MAILS COM DÚVIDAS, RECLAMAÇÕES E OUTRAS MENSAGENS DE CO-AUTORES.

Somente serão publicados os trabalhos aprovados pela Comissão Científica.

Os trabalhos aceitos só serão publicados mediante inscrição de um dos autores. Cada inscrição dará direito à publicação de dois trabalhos e deverá estar quitada até a data limite de 20 de agosto de 2017.

OS TRABALHOS NÃO SERÃO DEVOLVIDOS PARA CORREÇÕES DE FORMATAÇÃO; OS AUTORES SERÃO COMUNICADOS DE QUE O TRABALHO NÃO FOI ACEITO.

OS TRABALHOS SERÃO AVALIADOS POR PELO MENOS 2 REVISORES AD HOC, POR MEIO DO SISTEMA BLIND REVIEW. DESSA FORMA, FICA GARANTIDO QUE OS TRABALHOS NÃO TERÃO SEUS AUTORES CONHECIDOS EM NENHUMA FASE DA AVALIAÇÃO.

A COMISSÃO CIENTÍFICA É SOBERANA NAS SUAS DECISÕES, NÃO SERÃO ACEITOS PEDIDOS DE RECONSIDERAÇÃO.

As informações referentes ao trabalho submetido: recebimento, aprovação, rejeição, situação do pagamento da inscrição, apresentação oral, apresentação na Sessão de Pôsteres etc, serão disponibilizadas no site do XX Congresso XXVI Encontro da ABRAVAS, EXCLUSIVAMENTE

CATEGORIAS DE TRABALHOS ACEITOS À SUBMISSÃO:

Resumo Científico (apresentação oral ou pôster): É o relato de um trabalho experimental.

Os 3 (três) melhores Resumos Científicos que concorrerão aos prêmios nas categorias profissional (Prêmio ABRAVAS - Alcides Pissinatti) e estudante (Prêmio ABRAVAS Jovem Pesquisador - Adauto Nunes) serão apresentados na forma oral e terão regras específicas para a apresentação, comunicadas diretamente aos autores.

PARA CONCORRER NA CATEGORIA ESTUDANTE, O PRIMEIRO AUTOR DEVERÁ COMPROVAR SUA CONDIÇÃO DE ESTUDANTE NO ATO DA INSCRIÇÃO, SER O RESPONSÁVEL PELA SUBMISSÃO E O APRESENTADOR DO TRABALHO. SE O TRABALHO FOR APRESENTADO POR UM PROFISSIONAL OU PELO CO-AUTOR, NÃO CONCORRERÁ AO PRÊMIO.

PARA CONCORRER NA CATEGORIA PROFISSIONAL, O PRIMEIRO AUTOR DEVERÁ SER MÉDICO VETERINÁRIO, SER O RESPONSÁVEL PELA SUBMISSÃO E O APRESENTADOR DO TRABALHO. SE O TRABALHO FOR APRESENTADO POR UM ESTUDANTE OU PELO CO-AUTOR, NÃO CONCORRERÁ AO PRÊMIO.

Os 3 (três) melhores Resumos Científicos apresentados no formato Pôster que forem contemplados ao Prêmio ABRAVAS Marcelo Guimarães serão comunicados apenas durante o congresso, no momento da entrega dos prêmios.

RELATO DE CASO (ORAL): É O RELATO DE UM CASO INDIVIDUAL OU DE UMA COLEÇÃO DE CASOS RELEVANTES, QUE REALMENTE REPRESENTEM ALGUM DIAGNÓSTICO, PATOLOGIA, TRATAMENTO INOVADORES, INEDITISMOS E/OU CONTRIBUIÇÕES PARA A MEDICINA VETERINÁRIA DE ANIMAIS SELVAGENS. NÃO SERÃO ACEITOS RELATOS DE ROTINA CLÍNICA COMUM OU SEM AS CARACTERÍSTICAS ANTERIORMENTE CITADAS. ESTES TRABALHOS NÃO CONCORREM AO PRÊMIO.

Após escolher a categoria, seguir as instruções para preenchimento dos campos.

INSTRUÇÕES PARA SUBMISSÃO E PREPARO DO RESUMO CIENTÍFICO OU RELATO DE CASO

O resumo deverá ser obrigatoriamente submetido via site do XX Congresso XXVI Encontro da ABRAVAS (www.congressoabravas.com.br).

O autor deverá escolher qual a modalidade de apresentação, Resumo Científico - Apresentação oral, Resumo Científico - Pôster ou Relato de caso. A Comissão Científica reserva-se o direito de readequar a modalidade para a aprovação. Caso o autor não concorde com a readequação, deverá entrar em contato com o Presidente da Comissão Científica até a data limite de 31 de agosto de 2017. Caso o autor opte por não apresentar o trabalho na modalidade decidida pela Comissão Científica e quiser reembolso, a política de devolução do valor pago será a mesma adotada para todo o evento.

Autores que tiverem seus trabalhos aprovados não terão direito ao reembolso do valor da inscrição em casos de desistência após a data limite de 31 de agosto de 2017.

Para submissão na categoria Resumo Científico é obrigatório o envio da cópia do parecer com a aprovação por um comitê de ética constituído (utilizar a seção “Inserir anexo”) ou o número do protocolo de aprovação no Comitê de Ética especificado e autorização do Sistema de Autorização e Informação em Biodiversidade (SISBIO). No caso da ausência do parecer ou do número do protocolo e do SISBIO, o autor deverá encaminhar carta com justificativa da ausência, que será analisada pela Comissão Científica sobre a aceitação. A decisão da Comissão Científica será soberana e não serão aceitos pedidos de reconsideração.

É vedado o uso de nomes comerciais de fármacos ou suplementos em qualquer parte do trabalho, utilizar apenas o princípio ativo isolado ou suas associações.

Os trabalhos deverão ocupar, no máximo, o espaço destinado no sistema para cada parte, que deverá ser preenchida em cada campo correspondente. Tabelas e/ou Figuras devem ser enviadas como anexos via sistema (“Incluir anexos”).

Todas as informações deverão ser inseridas no sistema, no local apropriado em fonte Arial tamanho 12.

O texto deverá ser organizado de modo a incluir nos campos determinados: Cabeçalho (Título em Português, Título em Inglês, Autor(es), Afiliação(ões) e E-mail de contato), Palavras-chave e Keywords (máximo de cinco), Introdução, Material e Métodos, Resultados, Discussão, Conclusão e Referências bibliográficas.

As citações de artigos no texto devem seguir as normas de Vancouver, as referências devem ser numeradas consecutivamente na ordem em que são mencionadas no texto. Identificar as referências no texto por números arábicos entre parênteses. Exemplo: (2), (1,3,5).

Citações de trabalhos extraídos de Resumos e Abstracts, publicações no prelo e comunicação pessoal não são aceitas na elaboração do resumo.

A nomenclatura científica deve ser citada segundo os critérios estabelecidos nos Códigos Internacionais em cada área. Unidades e medidas devem seguir o Sistema Internacional de Unidades.

As tabelas e figuras (no máximo dois elementos, ou seja, duas tabelas, duas figuras ou uma tabela e uma figura) devem ser numeradas com algarismos arábicos e devem estar referenciadas no texto, no local a que se referem, entre parênteses. Exemplo: (Tabela 1) ou (Figura 1). Devem ser enviadas em anexo, também via sistema, após clicar em “Inserir anexos”.

As legendas das figuras e títulos das tabelas devem ser enviadas em arquivo Word, como anexo, também via sistema, após clicar em “Inserir anexos”.

AS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS SERÃO LIMITADAS A TRÊS REFERÊNCIAS PARA RESUMO CIENTÍFICO E CINCO REFERÊNCIAS PARA RELATO DE CASO.

TÍTULO: Somente as iniciais e nomes próprios em letras maiúsculas com, no máximo, 15 palavras. Deve ser apresentado em Português e Inglês.

AUTORES: INCLUIR NO MÁXIMO 10 AUTORES NA PÁGINA DE SUBMISSÃO DOS TRABALHOS. Inserir nomes completos dos Autores, nos campos designados para cada um, na sequência em que devem constar nos anais. Indicar a instituição a qual cada autor pertence, não colocar títulos ou cargos. Toda a correspondência relativa à submissão será realizada pelo e-mail cadastrado pelo autor que realizar a submissão do trabalho (responsável pela submissão).

PALAVRAS-CHAVE: Incluir três palavras separadas por “vírgula”, as quais NÃO devem estar presentes no TÍTULO DO TRABALHO. Repetir o procedimento em Inglês no campo “Keywords”.

Resumo Científico: Deve ser do tipo resumo simples, o texto deve ser em parágrafo único, ter no máximo 5000 caracteres (incluindo espaços) e conter Introdução, Material e Métodos, Resultados e Discussão, Conclusão, e opcionalmente Referências bibliográficas.

Relato de Caso: o texto deve ser em parágrafo único, ter no máximo 7000 caracteres (incluindo espaços) e conter Introdução, Material e Métodos, Resultados e Discussão, Conclusão e opcionalmente Referências bibliográficas.

ESTRUTURAÇÃO SUGERIDA PARA OS TRABALHOS

INTRODUÇÃO: Deve ser breve e justificar o problema estudado de forma clara. No final deverá constar os objetivos do trabalho realizado.

MATERIAL E MÉTODOS: A seção Material e Métodos, deve ser concisa, mas suficientemente clara, de modo que o leitor entenda o que foi realizado. Deve conter as referências da metodologia de estudo e/ou análises laboratoriais empregadas.

RESULTADOS E DISCUSSÃO: A seção Resultados e Discussão deverá apresentar informações claras e concisas das observações relevantes. O conteúdo deve ser informativo (não interpretativo) e pode ser apresentado na forma de Tabelas e/ou Figuras. Nesse caso, as Figuras ou outras ilustrações devem ser autoexplicativas. É recomendável evitar a apresentação dos mesmos dados na forma de Figuras e Tabelas. A discussão deve estar baseada e comparada com a literatura utilizada no trabalho de pesquisa, indicando sua relevância, vantagens e possíveis limitações.

TABELAS: As Tabelas devem ser elaboradas de forma a apresentar qualidade necessária à boa reprodução. O título deve ficar acima da Tabela e poderá ser enviado como anexo. Devem ser citadas no texto em ordem numérica crescente e numeradas em algarismos arábicos (Exemplo: Tabela 1). Incluir apenas os dados imprescindíveis, para evitar tabelas longas. Identificar as medidas estatísticas tais como desvio padrão, erro padrão, etc. Devem ser enviadas como anexo (“Inserir anexos”) e o nome do arquivo deve ser o mesmo da referência no texto (Exemplo: Tabela 1).

FIGURAS: Figuras (gráficos e desenhos) devem ser elaboradas de forma a apresentar qualidade necessária à boa reprodução, As imagens devem ser digitalizadas em 300 dpi em RGB (coloridas) e Gray Scale (tons de cinza). A legenda deve ficar abaixo da Figura e poderá ser enviada como anexo. Devem ser citadas no texto em ordem numérica crescente e numeradas em algarismos arábicos (Exemplo: Figura 1). As imagens devem ser enviadas como anexo (“Inserir anexo”) no formato JPEG e o nome do arquivo deve ser o mesmo da referência no texto (Exemplo: Figura 1).

CONCLUSÃO: A seção Conclusão ou Conclusões deve ser elaborada com o verbo no presente do indicativo, em frases curtas, sem comentários adicionais, e com base nos objetivos e resultados. A conclusão deverá relatar a análise e contribuição do trabalho, melhorias ou críticas para próximas pesquisas.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: Na seção Referências devem ser listados apenas os trabalhos mencionados no texto, numerados e na ordem em que são mencionados no texto. Dois ou mais autores, separar por ponto e vírgula. Os títulos dos periódicos não devem ser abreviados. A ordem dos itens em cada referência deve obedecer às normas de VANCOUVER.

Exemplos de Referências:
  1. Livro com um autor: Carranza Junior FA. Glickman periodontia clínica. 7ª ed. Trad. de André M. Rodrigues. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1992.
  2. Livro com dois autores: Primosh RE, Mathewson RJ. Fundamentals of pediatric dentistry. 4th ed. Chicago: Quintessence; 1999.
  3. Em suporte eletrônico: Falzon MR. Implants: adults and children [monograph on CD-ROM]. 3rd ed. New York: Wiley; 2000.
    Carmell LP, Green DL. Histopathology [monograph online]. Philadelphia: Lippincott; 2001. [cited 2002 Jan 22]. Available from: URL: http://www.hist.com/dentistry
  4. Capítulo de livro: Porter RJ, Meldrum BS. Antiepileptic drugs. In: Katzung BG, editor. Basic and clinical pharmacology. 6th ed. Norwalk, CN: Appleton and Lange; 1995. p.361-80.
  5. Em suporte eletrônico: Chandler RW. Principles of internal fixation. In: Wong DS, Fuller LM. Prosthesis [monograph on CD-ROM] 5th ed. Philadelphia: Saunders; 1999.
    Tichemor WS. Persistent sinusitis after surgery. In: Tichemor WS. Sinusitis: treatment plan that works for asthma and allergies too [monograph online]. New York: Health On the Net Foundation; 1996 [cited 1999 May 27]. Available from: URL: http://www.sinuses.com/postsurg.htm
  6. Artigo de periódico: Meira r, Barcelos R, Primo LG. Respostas do Complexo dentino-pulpar aos traumatismos em dentes decíduos. Jornal Brasileiro de Odontopediatria Odontologia do Bebê 2003; 6(20):50-55.
  7. Com mais de seis autores: Ono I, Ohura T, Narumi E, Kawashima L, Nakamura IR, Otawa LL et al. Three-dimensional analysis of craniofacial bones. Journal of Cranio-Maxillofacial Surgery ;2000; 20:49-60.
  8. Em suporte eletrônico: Zöllner N, Antoniazzi JH. Estudo in vitro da permeabilidade radicular de dentes humanos, na presença ou não de doença periodontal. ECLER - Endodontics - Clinical Practice, Education and Research[periódico online] 1999; 1(1). Disponível em: URL: http://www.bireme.br/scler [2000 dez.1]
  9. Artigo sem indicação de autor: Ethics of life and death. World Med J 2000; 46:60-64.
  10. Fascículo com suplemento: Moy AB. Centripetal tension and endothelial. Chest 1994;105(3Suppl):107-8.
  11. Resumo: Collins JG, Kirtland BC. Experimental periodontics retards hamster fetal growth [abstract 1117]. J Dent Res 1995;74:158.
  12. Dissertações e Teses: Soares-Gow S. Avaliação da permeabilidade da superfície dentinária radicular após apicectomia e tratamento com os lasers de Er:YAG ou CO2 9,6: um estudo in vitro [Tese de Doutorado]. São Paulo: Faculdade de Odontologia da USP; 2001.
  13. Em suporte eletrônico: Ballester RY. Efeito de tratamentos térmicos sobre a morfologia das partículas de pó e curvas de resistência ao CREEP em função do conteúdo de mercúrio, em quatro ligas comerciais para amálgama [Tese em CD-ROM]. São Paulo: Faculdade de Odontologia da USP; 1993.
    Lourenço LG. Relação entre a contagem de microdensidade vasal tumoral e o prognóstico do adenocarcinoma [Tese online]. São Paulo: Universidade Federal de São Paulo; 1999[citado 1999 Jun 10]. Disponível em: URL: http://www.epm.br/cirurgia/gastro/laercio
  14. Trabalho apresentado em evento: Lima MGGC, Duarte RC, Sampaio MCC. Prevalência dos defeitos de esmalte em crianças de baixo peso [resumo A027]. In: 16ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica; 1999 set. 8-11; Águas de São Pedro. Anais. São Paulo: SBPqO; 1999. p.12.
  15. Em suporte eletrônico: Gomes SLR. Novos modos de conhecer: os recursos da Internet para uso das Bibliotecas Universitárias [CD-ROM]. In: 10º Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias; 1998 Out 25-30; Fortaleza. Anais. Fortaleza: Tec Treina; 1998.


Barata RB. Epidemiologia no século XXI: perspectivas para o Brasil. In: 4º Congresso Brasileiro de Epidemiologia [online]; 1998 Ago 1-5; Rio de Janeiro. Anais eletrônicos. Rio de Janeiro: ABRASCO; 1998 [citado 1999 Jan 17]. Disponível em: URL: http://www.abrasco.com.br/apirio98/

DIVULGAÇÃO

Os trabalhos aceitos, com a respectiva inscrição paga e apresentados serão publicados nos Anais do XX Congresso XXVI Encontro da ABRAVAS, disponibilizados em formato online.

Ao enviar os trabalhos, o autor e co-autor(es) autoriza(m) a reprodução, publicação e divulgação destes nos meios de divulgação da ABRAVAS, sem qualquer remuneração ou retribuição.

APRESENTAÇÃO DE RESUMOS

APRESENTAÇÃO ORAL

Somente serão aceitas apresentações em PowerPoint.

Computadores individuais não serão conectados aos projetores. O autor deverá trazer sua apresentação em meio digital (pendrive, CD ou DVD) e entregá-la na Secretaria do Evento no dia anterior ao da sua apresentação para verificar a formatação.

CADA AUTOR TERÁ 10 MINUTOS PARA A APRESENTAÇÃO E CINCO MINUTOS PARA RESPONDER QUESTIONAMENTOS, INCLUINDO O TEMPO PARA PERGUNTAS E RESPOSTAS, SEM POSSIBILIDADE DE EXTENSÃO DESTE LIMITE.

As datas e horários das sessões serão divulgados oportunamente.

APRESENTAÇÃO EM SESSÃO DE PÔSTERES (RESUMO CIENTÍFICO)

Os Resumos a serem apresentados em Sessões de Pôsteres especialmente organizados para este fim durante o evento. Durante o período da apresentação, pelo menos um dos autores deverá estar presente na sessão.

As datas e horários das sessões serão divulgados oportunamente.

OS PÔSTERES DEVERÃO TER AS DIMENSÕES DE 1,00 M DE ALTURA POR 0,80 M DE LARGURA. O TÍTULO DEVERÁ SER O MESMO UTILIZADO NO RESUMO E SER ESCRITO EM LETRAS MAIÚSCULAS QUE PERMITAM LEITURA A TRÊS METROS DE DISTÂNCIA. O PÔSTER DEVERÁ CONTER AS MESMAS INFORMAÇÕES DO RESUMO. RECOMENDA-SE UTILIZAR FOTOGRAFIAS, GRÁFICOS E FIGURAS QUE FACILITEM COMUNICAÇÃO VISUAL.

Os painéis deverão ser colocados nos dias e horários previamente determinados e divulgados pela Comissão Científica. O apresentador deverá permanecer no local para eventuais discussões e esclarecimentos em horário que será previamente comunicado pela Comissão Organizadora. Estarão distribuídos de acordo com a modalidade de apresentação e receberão um número-código que será enviado junto ao aceite. Durante o evento, um grupo de apoio instruirá quanto à fixação dos pôsteres e fiscalizará a presença do autor do trabalho junto ao mesmo no horário estabelecido.

Uma Comissão avaliará os Pôsteres para eleger os 3 (três) melhores trabalhos e definir a classificação. Esta avaliação poderá ocorrer sem a presença do autor.

PREMIAÇÃO Os melhores trabalhos serão escolhidos por uma comissão julgadora constituída de mestres e doutores, podendo ser constituída pelos mesmos membros da comissão científica avaliadora dos trabalhos enviados ou por novos integrantes convidados durante os dias do evento.